Com obras avançadas, Hospital Regional do Norte deve ficar pronto até o fim de 2019

Com mais de 50% dos serviços executados, as obras de construção do Hospital Regional do Norte, em Porto Calvo, estão avançadas. Nesta sexta-feira (29), o governador Renan Filho, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, e o prefeito David Pedrosa visitaram as instalações da unidade, responsável pela regionalização do atendimento em saúde de uma população com mais de 166 mil habitantes em nove municípios.

“Esse será um dos equipamentos mais importantes para essa região. Trata-se de um hospital de grande porte que vai atender e dar suporte a toda a população da região Norte do Estado, em praticamente todos os serviços de saúde para que as pessoas sejam tratadas aqui mesmo, sem a necessidade de deslocamento para Maceió”, disse Renan Filho.

Além de David Pedrosa, participaram da visita às obras do Hospital Regional do Norte, os prefeitos de Jacuípe, Amaro Ferreira, o “Júnior Carro Velho”; e de São Miguel dos Milagres, Rubens Felisberto de Ataíde, mais conhecido como “Bureco”. “Quem ganha com esse hospital é a região Norte. Os serviços de saúde aqui vão melhorar e muito”, avaliou o prefeito de Porto Calvo.

Ele destacou, ainda, que além do atendimento à população dos nove municípios, o Hospital do Norte dará suporte à região turística conhecida como Costa dos Corais, uma das mais visitadas do país.

Cronograma

A previsão é de que a obra física seja concluída até o final deste ano. Conforme o cronograma, no início de 2020 serão instalados os equipamentos e a unidade entrará em funcionamento no segundo semestre do próximo ano.

O Hospital Regional do Norte contará com 123 leitos numa área construída de 11.320 m². O investimento feito pelo Governo do Estado na construção é da ordem de R$ 30,7 milhões. O Regional do Norte, em Porto Calvo, é um dos cinco hospitais em construção no Estado: dois em Maceió e outros dois no interior, nos municípios de União dos Palmares e Delmiro Gouveia.

Juntos às duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) erguidas na capital, esses novos equipamentos de saúde ultrapassam a cifra dos R$ 211 milhões em investimentos e vão gerar cerca de 10 mil empregos na área da saúde em Alagoas, quando estiverem em operação. “Essa rede que está sendo construída vai aproximar cada vez mais as políticas públicas de saúde de cada cidadão alagoano”, avaliou Alexandre Ayres.

Na atualidade, 80 operários trabalham na construção do Hospital Regional do Norte. Esse número subirá para 150 nos próximos meses. “É muito importante uma obra desse tamanho porque emprega muita gente. Eu estava desempregado fazia seis meses e há nove estou trabalhando aqui como pedreiro”, revelou o operário da construção civil Josivaldo da Silva, casado e pai de duas meninas.

Capacidade

Os 123 leitos do Hospital Regional do Norte serão distribuídos entre maternidade, pediatria, cirurgia e clínica médica. Também serão destinados leitos para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) neonatal e enfermaria canguru, além de serviços de nefrologia. Quando estiver pronto, o equipamento vai gerar cerca de 700 empregos na área da saúde.

O Hospital terá capacidade para realizar, mensalmente, 7.763 consultas e 7.000 exames de diagnóstico complementar, atendendo uma população de mais de 166 mil habitantes dos nove municípios da Região Norte de Alagoas: São Luis do Quitunde, Jacuípe, Matriz do Camaragibe, Passo do Camaragibe, São Miguel dos Milagres, Japaratinga, Porto de Pedras, Porto Calvo e Maragogi.

Renan Filho informou que voltará a Porto Calvo no dia 12 de abril, data do aniversário da cidade, quando autorizará a construção do Anel Viário e lançará a instalação do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp).

Ascom – 30/03/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)