CSA vence a Chapecoense e sobe na tabela da Série A

Assim como tem sido toda a campanha no Campeonato Brasileiro da Série A, o CSA fez mais um jogo emocionante, mas dessa vez, garantiu a vitória. Na noite deste domingo (08), em jogo de gols anulados, pênaltis perdidos, o CSA se superou e venceu a Chapecoense por 2 a 0 no Estádio Rei Pelé.

A vitória levou o CSA aos 15 pontos, subindo para a 18ª colocação, empatando com o Fluminense, primeiro time da zona do rebaixamento. Na próxima rodada o time alagoano vai até o Morumbi enfrentar o São Paulo.

O JOGO – 1º TEMPO

Bola rolando e em menos de dez minutos o CSA marcou dois gols, que foram anulados. Primeiro, Apodi recebeu na área, mandou para o gol, mas estava em impedimento. O mesmo lateral esteve envolvido na jogada que Alecsandro marcou, mas o defensor já havia cometido falta.

O CSA começou com tudo e teve a chance de abrir o placar aos 18 minutos. Naldo aproveitou sobra de bola e foi derrubado na área por Maurício Ramos. Alecsandro foi para a bola e o goleiro Tiepo defendeu, para frustração da torcida azulina.

O pênalti perdido abateu o CSA, que permitiu o crescimento da Chapecoense no jogo. A partida era lá e cá, o time catarinense passou a atacar mais, preocupava a torcida azulina, mas nos minutos finais, veio o alívio.

Aos 39 minutos, cobrança de escanteio do argentino Jonatan Gomez e Alecsandro se antecipou a defesa, desviando para o fundo das redes, tirando o grito de gol do torcedor no Rei Pelé.

Final do primeiro tempo, CSA 1 x 0 Chapecoense.

2º – TEMPO

Começou o segundo tempo e o CSA tomou um susto logo de início. Aylon chutou dentro da área e a bola bate no braço de Alan Costa. O árbitro consultou o VAR e confirmou a penalidade. O atacante Everaldo, ex-CSA e vice-artilheiro da competição, bateu forte, mas parou no goleiro Jordi, fazendo a torcida azulina explodir no “Trapichão”.

Os minuto seguintes seriam de muito estudo, troca de passes, marcação e poucas oportunidades de gol. Os treinadores Argel Fucks do CSA e Emerson Cris da Chapecoense passaram a trocar peças, e aos poucos, os times voltaram a atacar.

O CSA esperava o adversário e contra-atacava em velocidade. Numa dessas tentativas, Apodi sofreu falta dura de Márcio Araújo, que já tinha cartão amarelo, recebeu o segundo e foi expulso.

Com um a mais o CSA não aproveitava. Além de perder oportunidades claras com Ricardo Bueno e Jonatan Gomes, o time ainda dava espaços para o time visitante atacar e assustar.

Na reta final o jogo ficaria melhor para o CSA. Gum fez falta dura no estreante da noite, o meia Safira e também foi expulso. A partir daí o CSA tentava, mas tinha dificuldades para manter a posse de bola.

A torcida do CSA se dividia entre euforia e preocupação, já que o placar não deixava margem para tranquilidade. Mas aos 48 minutos, triangulação de Ricardo Bueno, Safira e Jonatan Gomez, com o argentino mandando bonito para o fundo das redes.

Depois do gol, hora de esperar o apito final e fazer a festa. CSA 2 x 0 Chapecoense.

09/09/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)