Racismo na “Fazenda””: Sabrina é chamada de macaca e Record demite empregado

A Record TV confirmou, nesta quarta-feira (6), que um operador de câmera de A Fazenda posicionado atrás de um dos espelhos da sala fez um comentário racista sobre Sabrina Paiva na noite anterior.

Em comunicado, a emissora informou que o funcionário foi contratado pela produtora Teleimage, que presta serviço à rede de televisão.

“[A empresa] identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente”, diz a nota enviada à imprensa.

Na noite desta terça-feira (5), enquanto os peões aguardavam o início da prova do fazendeiro, Sabrina disse ter ouvido alguém falar “senta logo aí, macaca” após ela se levantar do sofá. Outros participantes disseram ter ouvido o mesmo.

Ainda no comunicado, a Record TV afirmou que “repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito“. Por se tratar de ofensa racial, Sabrina Paiva será informada sobre a consequência e ela terá o direito de fazer a representação legal ao ofensor, “se assim quiser e no momento que desejar”.

A assessoria jurídica da participante informou que vai notificar o Ministério Público do Estado de São Paulo a respeito da injúria racial “para que sejam adotadas todas as medidas judiciais cabíveis para a punição do autor da ofensa”.

06/11/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)